Google+ Followers

Google+ Followers

segunda-feira, 7 de maio de 2012

GRANDES NOMES DA MÚSICA CAIPIRA


A Dupla 

Formada por dois irmãos nascidos na região de Botucatu (SP), a dupla Tonico e Tinoco trabalhava no campo e foi influenciada pelos discos da série caipira do produtor Cornélio Pires. Na adolescência, compraram uma viola e passaram a cantar em serenatas, festas e bailes da região. 

Em 1943, foram para São Paulo, onde participaram de programas de calouros no rádio, sem sucesso. Só mais tarde, por meio de um concurso promovido por Capitão Furtado na Rádio Difusora, ganharam o primeiro lugar, com a música "Adeus, Campina da Serra" (R. Torres/C. Pires). Por sugestão do próprio Capitão Furtado, adotaram o nome artístico Tonico e Tinoco. 

O primeiro disco veio em 1944, com o cateretê "Em Vez de Agradecer" (Furtado/J.Martins/Aimoré). Os primeiros sucessos vieram com "Percorrendo o Meu Brasil", "Cana Verde" e "Canoeiro". Tonico e Tinoco tornaram-se uma das duplas sertanejas mais populares e tradicionais do Brasil, participando de seis filmes e fazendo shows por todo o Brasil. 

Algumas de suas músicas mais populares são "Chico Mineiro", "Moreninha Linda", "Mourão da Porteira", "Tristeza do Jeca", "Boiada Cuiabana", "Canta Moçada". A carreira da dupla Tonico e Tinoco já havia se encerrado em 1994, com a morte de Tonico (João Salvador Pérez). Tinoco seguia carreira solo. Em 2012, completaria 67 anos de carreira. 
Por Lucas.United em 4/5/12, 14:47


Tonico
João Salvador Perez, mais conhecido como Tonico (São Manuel, 2 de março de 1917 - São Paulo, 13 de agosto de 1994.) Faleceu aos 77 anos, após uma queda da escada do prédio onde morava.



Tinoco
José Perez, mais conhecido como Tinoco (Pratânia, em 19 de novembro de 1920 - São Paulo, 4 de maio de 2012), foi o artista sertanejo que permaneceu mais tempo em atividade (82 anos). Faleceu aos 91 anos, vítima de insuficiência respiratória. Antes de falecer, Tinoco teve duas paradas respiratórias no hospital. Foi velado no cemitério Quarta Parada e sepultado no cemitério da Vila Alpina.

Carreira Solo
Tinoco encontrou forças no apoio que recebeu dos fãs, e na saudade do companheiro que faleceu. Realizou mais de trinta apresentações contratadas anteriormente a morte do irmão. Em 2010 no Especial Emoções Sertanejas Tinoco recebeu uma homenagem do cantor Roberto Carlos que é um amigo e fã da dupla. Em 2012, Tinoco tornou-se o artista sertanejo há mais tempo na ativa.


Última aparição do cantor no programa "Viola,Minha Viola" 
Divulgação/TV Cultura

"Tinoco é tudo. Ele e o irmão foram os grandes nomes da música caipira. As músicas deles encantaram o país inteiro. O sucesso deles influenciou todos homens e mulheres do campo. Aliás, eles ultrapassaram essa barreira e fizeram muito sucesso na cidade. É uma música verdadeira, que vinha do coração. Tinoco era simples, humilde, alegre e genial", diz Inezita Barroso. 

História na Web 

A história de 32 anos do Viola, Minha Viola tem muito a ver com Tinoco. Entre tantos programas, Tinoco participou, inclusive, do primeiro, em abril de 1980. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário